O Aprontando Uma mudou,

agora se chama Casa do Brincar.

6 de jul de 2010

Como lidar com conselhos indesejáveis

Esse artigo foi extraído do livro Gentle Baby Care, da Elizabeth Pantley (McGraw-Hill, 2003). Faz muito tempo que o li e não lembrava do quanto me foi útil quando minha filha era pequenininha.
Recentemente, uma amiga o encontrou e repassou na lista materna_matrice. Acho que vale dividir aqui com vocês.

"Da mesma forma que seu bebê é uma parte importante de sua vida, ele é também importante para os outros. Pessoas que se importam com seu bebê estão ligados a você e ao seu bebê de uma maneira especial que os convidam a aconselhar.

É importante saber disso, você vai ter razões de lidar com essa interferência de modo gentil, que não machucaria os sentimentos de ninguém. Independente do conselho, é o seu bebê, e no fim, você vai educar seu filho da maneira que você acha que é a melhor. Então, raramente vale a pena criar uma guerra com uma pessoa que no fundo tem boas intenções. Você pode responder aos conselhos que você não pediu de várias maneiras:



Escute primeiro 
É natural ser defensivo se você acha que alguém esta te julgando; mas provavelmente você não está sendo criticada, mas sim, a outra pessoa esta compartilhando contigo o que ela acha ser uma percepção valiosa. Tente ouvir – você pode sem querer talvez aprender alguma coisa valiosa.

Seja indiferente 
Se você acha que não existe a mínima chance de convencer a outra pessoa a mudar de opinião, simplesmente sorria, balance a cabeça positivamente, e faca um comentário do tipo: "Interessante!" Então continue fazendo do seu jeito.



Concorde 
Você pode achar uma parte do conselho que você concorde. Se isso for possível, cuide de concordar de todo coração com aquele tópico.



Escolha suas batalhas 
Se sua sogra insiste em que seu bebe vista um chapéu na sua caminhada ao parque, vá em frente e ponha aquela chapéu na cabeça dele. Isso não vai prejudicar seu bebê e vai apaziguar a situação. Entretanto, não se renda quando o assunto é importante para você e quanto à saúde ou bem-estar da criança esta em jogo.

Evite tocar no assunto
Se seu irmão esta te pressionando a deixar seu bebê chorar para dormir, mas você nunca faria isso, então não reclame para ele sobre seu bebê acordando cinco vezes a noite passada. Se ele tocar no assunto, então uma distração pode funcionar, como "Você gostaria de um cafezinho?"



Se instrua

Conhecimento é poder! Proteja a si mesmo e seu equilíbrio mental lendo e aprendendo tudo sobre o modo que você decidiu educar seu filho. Confie em si mesmo que você está fazendo o melhor para você e seu filho. 

Instrua a outra pessoa 
Se seu "professor" está transmitindo informações que você sabe que são ultrapassadas ou erradas, compartilhe com ele o que você aprendeu sobre o assunto. Você talvez poderá esclarecer muitas informações e abrir a mente da outra pessoa. Refira-se a um estudo, livro, ou artigo que você tenha lido.



Cite um médico 
Muitas pessoas aceitam o ponto de vista se um profissional da saúde validou isso. Se seu próprio pediatra concorda com sua posição, fale, "Meu médico falou para esperar até que ele tenha 6 meses para introduzir comidas sólidas." Se seu próprio médico não suporta seu ponto de vista, então refira-se a outro médico, talvez o autor de algum livro sobre cuidado de bebês.



Seja vago 
Você pode evitar um confronto com respostas evasivas. Por exemplo, se sua irmã pergunta se você já começou o desfralde (mas você nem está pensando nisso no momento), você pode responder assim, "Nós estamos indo para essa direção."



Peça conselho! 

O seu palpiteiro amigável é possivelmente um especialista em alguns assuntos que você concorda com ele. Tente achar esse pontos e convide-o para dar-lhe conselhos. Ele vai ficar tão feliz de estar te ajudando, e você vai ficar feliz em ter um modo de evitar discussões sobre os assuntos que vocês não concordam.



Decore uma resposta padrão 
Aqui um comentário que pode ser dito em resposta a quase todos os tipos de conselhos: "Esse não é talvez o jeito certo para vocês, mas é o jeito certo para mim."



Seja honesto 

Tente ser honesto sobre seus sentimentos. Separe uma hora em que não haverá distrações, e pense cuidadosamente em suas palavras, como "Eu sei o quanto você ama o Pedrinho, e eu estou feliz que você passa tanto tempo com ele. Eu sei que você acha que esta me ajudando quando você me dá conselhos como esses, mas eu estou satisfeito com meu modo próprio de lidar com isso, e eu ficaria realmente feliz se você pudesse entender isso."



Encontre um mediador 


Se a situação está colocando em risco sua relação com quem está te dando conselhos, você pode pedir outra pessoa para interferir para você.



Procure amigos que pensam da mesma forma 

Se associe a um grupo de apoio on-line ou clube com pessoas que tem os mesmos pontos de vista de educação de seus filhos.

Falar com outros pais que educaram seus bebês do mesmo modo pode te dar uma força para encarar pessoas que não entendem seus pontos de vista."

Um comentário:

  1. Acabei de conhecer este blog e confesso que estou encantada com tudo que encontrei por aqui. Parabéns!!!!!!

    ResponderExcluir

 
Related Posts with Thumbnails